top of page

Pastoral Juvenil reúne lideranças no Paraná

Evento acontece após três anos de formações apenas on-line


Nos dias 25 e 26 de março, diversas lideranças juvenis participaram do X Encontro de Coordenadores e Assessores da Pastoral Juvenil do Regional Sul II. O evento aconteceu no Centro de Formação San Juan Diego, em Guarapuava (PR). Cerca de 60 pessoas, entre jovens coordenadores, padres e religiosos assessores, estiveram no evento representando setores juvenis de dioceses e arquidioceses do todo o estado.


A programação contou com momentos de formação, partilhas, convivência e oração. O primeiro dia foi baseado no plano trienal da Pastoral Juvenil para 2023-2025, a partir do documento “Ao Seu Lado”, elaborado pela Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude do Brasil.


Para assessorar o tema, o Regional Sul 2 recebeu o jovem Vinícius Fabbio Carrocini, coordenador do Setor Juventude da Arquidiocese de Ribeirão Preto (SP) e membro da equipe nacional de subsídios. O documento estudado apresenta eixos e inspirações que possibilitam abrir processos na área da formação, vocação e missão, estruturas de acompanhamento e cidadania.


“O plano é fruto de uma caminhada sinodal. Foi elaborado a partir das contribuições das dioceses de todo o Brasil. É concreto aplicar essas diretrizes que vieram da própria juventude. São pensamentos para que consigamos identificar o que melhor se encaixa em cada realidade juvenil das dioceses”, comentou o assessor do evento.


Dentro da programação, as lideranças também partilharam sobre a caminhada com as juventudes em suas realidades, e puderam identificar possibilidades no caminho de evangelização. Também desenvolveram um plano de pastoral local a partir das inspirações.


Reencontro


O bispo diocesano de Guarapuava e referencial da Pastoral Juvenil no Paraná, Dom Amilton Manoel da Silva, presidiu a Santa Missa e apresentou algumas ações para as lideranças. “As juventudes têm sido uma preocupação da Igreja. Não queremos perder os jovens, mas sim abrir portas e oportunidades na comunidade eclesial, em vista de uma sociedade que abra portas para incluir as nossas juventudes. O jovem é o hoje, não o amanhã”, disse o bispo. Dom Amilton também destacou a alegria de estar reunido novamente com os coordenadores, após o período de encontros on-line.


Para o coordenador da Pastoral Juvenil do Regional Sul 2, padre Kleber Pacheco, o momento foi de unidade. “Nos alegra muito, depois de três anos, nos reunir presencialmente com as lideranças. A juventude retorna para casa com o coração alegre e entusiasmado para continuar levando aos seus jovens o Reino de Deus. E levam na bagagem também o plano produzido pela Comissão Nacional que possibilita um caminho ao lado da juventude, olhando o jovem como um todo. É uma alegria para nós poder acolher e voltar ao encontro presencial que tanto nos anima e impulsiona”, disse.


Experiências


Para a Ir. Edith Veritas, da Congregação Irmãs Servas Adoradoras da Eucaristia, Diocese de Umuarama, foi um período de graça participar do encontro. “O Senhor tem respondido a várias angústias do nosso coração com o Setor Juventude. Desejamos avançar, e temos visto nessa comunhão uma grande oportunidade da Igreja como um todo dar passos e alcançar a juventude, que precisa tanto de nós”, disse ela.


A jovem Gabrielle Brito, da Diocese de Campo Mourão, partilhou que pôde absorver muito conteúdo do evento para aplicar em sua comunidade. “Ficamos felizes com essa chance de partilha e comunhão. O caminho é longo, mas nos alegra saber que Deus e Nossa Senhora nos guiam e temos um suporte pastoral e de oração”, falou.


Peregrinação


Durante o evento, foi lançado pela coordenação regional da Pastoral Juvenil, um projeto de peregrinação das juventudes a santuários marianos do Estado. A ideia partiu de uma iniciativa já existente, que leva jovens e toda comunidade católica, ao Santuário de Nossa Senhora do Rocio, em Paranaguá. As lideranças manifestaram apoio em expandir essa ação e realizar o movimento também em outras regiões do Estado.


“O Paraná é um estado forte na devoção mariana. Temos muitos templos dedicados à Nossa Senhora. Queremos levar jovens de todas as expressões presentes nas dioceses para vivenciar, em unidade, essa devoção tão bonita. Definir o grupo de trabalho foi o primeiro passo que vai nortear essa novidade em nosso regional”, destacou o coordenador.


Texto e foto: Assessoria de Comunicação da Pastoral Juvenil no Regional Sul II da CNBB.

Fonte: Site da CNBB-Sul II

Comments


Destaques

Anuncie aqui
bottom of page