top of page

Maria, formosa e bela!

Assunção é festa da alegria e da gratidão!

Um grande sinal apareceu no céu: uma mulher coroada de estrelas pariu a Luz! Ela está repleta da força salvadora e não se acovarda diante do dragão pronto a devorar o Filho mais sagrado. A mulher está vestida de sol, iluminada pelo fogo do Espírito, cercada pelo carinho do Pai, protegida no deserto da esperança. Ela é a escolhida, visitada pelo portador da herança messiânica e disse sim na mais absoluta confiança fazendo-se a discípula cheia de graça.


Terminada sua jornada terrena, a Virgem é levada solenemente pelos anjos ao lugar que lhe cabe no coração da SS. Trindade. Coroada definitivamente como a Rainha do céu e da terra continua sua missão intercedendo, cuidando, pastoreando seus filhos benditos. Sua luta terrena não foi em vão, fez do seu ser a morada do Bem, fecundando os solos áridos da Galiléia até a Judéia para socorrer a idosa amiga em seus dias de dor. Maria da vida, dos encontros, da solicitude pastoral, das lágrimas apaixonadas, enfim descansa na fé.


Em posse do paraíso canta finalmente o Magnificat contemplando a face do Supremo Deus que na sua misericórdia a proclamou bem-aventurada de todos os tempos. A Assunta nos visita cotidianamente convidando-nos a caminhar com pressa para o Ressuscitado testemunhando com ardor o Evangelho, despertando vidas adormecidas e desanimadas a serem proativas na caridade e na defesa de Cristo.


É para o céu que se olha desde o primeiro mergulho na pia batismal até a hora do encontro definitivo com o Pai. E neste percurso temos por meta descobrir que nossa existência deve ser gasta com paixão pelo Senhor, colaborando com a eficácia do Evangelho. A primeira discípula sempre respondeu afirmativamente aos apelos de Deus e esteve ao lado dos mais fracos em sinal de comunhão e serviço. No percurso da fé a prontidão e a perseverança são virtudes desejadas. Maria olhou para frente, seguiu a voz do coração e transformou as dificuldades em tempo de bênçãos. Com ela aprendemos a nos desprender das realidades que acomodam e seguir a trilha do mistério. Salve bela e formosa Mãe do divino amor! Assunção é festa da alegria e da gratidão! Olhemos para o alto! Paz e bênçãos!


Pe. Nilton Cesar Boni, cmf

Missionário Claretiano, sacerdote, formador do Filosofado Claretiano em Belo Horizonte/MG

Comments


Destaques

Anuncie aqui
bottom of page