Buscar

RELÍQUIA DE SÃO FRANCISCO DE ASSIS CHEGA EM CURITIBA

Momento de fé e oração

Fotos de Joka Madruga/Pascom Senhor Bom Jesus dos Perdões


Em comemoração aos 800 anos da Ordem Franciscana Secular (OFS), acontece uma peregrinação com uma relíquia de São Francisco de Assis. Um pedaço do osso do fêmur de um dos santos mais queridos e lembrados do catolicismo chega na Paróquia Senhor Bom Jesus dos Perdões, na praça Rui Barbosa em Curitiba, no dia 14 de agosto e fica até a manhã do dia 16. A exposição acontecerá em todas as missas de domingo, segunda-feira e terça-feira de manhã.
A peregrinação é um momento de grande alegria e fé não somente para as franciscanas e franciscanos, mas para todos os católicos. No relicário que carrega o fragmento de um osso do santo tem a seguinte inscrição: “ex cineribus corporis”, que significa literalmente “das cinzas do corpo”, que nos remete ao livro de Gênesis onde diz: “lembra-te que és pó e ao pó voltarás” (Gn 3,19).
O relicário está acompanhado de uma imagem do santo dentro de uma capelinha de madeira rústica. A presença de uma parte do corpo de um santo exposta é sempre um momento para os católicos, renovarem sua fé.


São Francisco de Assis

Francisco nasceu entre 1181 e 1182, na cidade de Assis, Itália. Seu pai era um rico e próspero comerciante. Foi batizado em Santa Maria Maior (antiga catedral de São Rufino) com o nome de João (Giovanni). Mas quando seu pai, voltou de uma viagem à França, mudou de idéia e resolveu trocar o nome do filho para Francisco, prestando uma homenagem àquela terra.
Segundo a maioria dos biógrafos de São Francisco, os padres de São Jorge lhe deram formação adequada e educação cristã. Mas o caráter e as qualidades melhores lhe vieram da mãe: meiga e firme, cristã fervorosa, toda dedicada à família.
Era um jovem alegre, amante da música e das festas e, com muito dinheiro para gastar, tornou-se rapidamente um ídolo entre seus companheiros. Adorava banquetes, noitadas de diversão e cantar serenatas para as belas damas de sua cidade. Enfim, Francisco era o líder da juventude de sua cidade.
Foi preso durante a guerra entre Assis e Perugia , onde foi preso e ficou um ano no cárcere. A humilhação e falta de liberdade começaram a mexer com os sentimentos dele e o levou a refletir sobre o que realmente desejava para sua vida.
Em 1206, viu um leproso, que sempre lhe parecera um ser horripilante, repugnante à vista e ao olfato, cuja presença sempre lhe havia causado invencível nojo.
Mas, então, como que movido por uma força superior, apeou do cavalo, e, colocando naquelas mãos sangrentas seu dinheiro, aplicou ao leproso um beijo de amizade. Talvez a motivação para este nobre e significativo gesto tenha sido a recordação daquela frase do Evangelho: “Tudo o que fizerdes ao menor de meus irmãos, é a mim que o fazeis” (Mt 10,42).
A partir daí Francisco mudou o modo de ser Igreja, vivendo radicalmente as palavras de Jesus Cristo.

Ordem Franciscana Secular

A Ordem Franciscana Secular tem suas origens no século XIII, quando leigos manifestaram o desejo de seguir os passos de São Francisco de Assis, seu fundador e fonte de inspiração. No início de sua história vê-se reconhecida pela Igreja como irmãos e irmãs da penitência. O Papa Gregório IX em 20 de maio de 1221 aprova a primeira Regra “Memoriale Propositi” com a primeira denominação Ordem da Penitência. Em 18 de agosto de 1289 o Papa franciscano Nicolau IV, com a Bula “Supra Montem” reconhecia São Francisco como fundador da Ordem da Penitência e a denominava de Ordem Terceira de São Francisco.

A Peregrinação

Por ocasião dos 800 anos da Ordem Franciscana Secular foi iniciada uma jornada de fé em todo o Brasil, onde uma imagem e o pedaço de um osso de São Francisco de Assis percorrem diversas paróquias pelo país.
A imagem foi um presente da cúria geral dos Frades Menores Capuchinhos e a Relíquia, um fragmento de osso, foi ofertada pela cúria geral dos Frades Menores Conventuais. Ambas vieram de Assis na Itália.
A peregrinação teve início no regional do estado de São Paulo na fraternidade das Chagas do Seráfico Pai São Francisco no dia 20 de setembro de 2015 e tinha previsão de conclusão para o ano de 2021, ano jubilar, depois de ter visitado todas as fraternidades de todos os estados do Brasil. Com a situação da pandemia, a peregrinação foi momentaneamente suspensa, retornando em março de 2022 e será concluída em abril de 2023.

Com informações da OFS do Brasil.

53 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo