top of page

Padres marianos: 25 anos de missão no Brasil


Fotos: Divulgação


A Província Divina Misericórdia dos Padres Marianos da Congregação da Imaculada Conceição da Santíssima Virgem Maria celebra nesta sexta-feira, 8 de setembro, 25 anos de presença no Brasil. Com atuação em dez paróquias no país, a Congregação tem bons motivos para comemorar o jubileu de prata, mas já se prepara para enfrentar os próximos desafios de sua missão evangelizadora.


“Um grande desafio é e sempre foi formar os novos candidatos para o estilo de vida religiosa consagrada. Diante de um mundo cada vez mais distante de Deus, ouvir o Seu chamado se torna mais difícil”, avalia o provincial da província brasileira, padre Cláudio Gomes dos Santos, MIC. “O carisma Mariano é atual e por meio dele continuamos convidados a levar o Cristo Salvador para todos os lugares em que estamos presentes”, acrescenta o provincial.


Um dos momentos especiais das celebrações do jubileu de prata dos padres Marianos será a profissão de forma perpétua dos votos de obediência, pobreza e castidade de um de seus seminaristas. Com o lema “Criai em mim um coração que seja puro, dai-me de novo um espírito decidido”. (Sl 50,12), o seminarista Gustavo Alberto Pavan, de Palotina (PR), professará seus votos perpétuos no próximo dia 8, às 19h, na Paróquia São Jorge, em Curitiba (PR).


HISTÓRIA - Fundada por Santo Estanislau de Jesus Maria Papczyński, em 11 de dezembro de 1670, a Congregação dos Padres Marianos da Imaculada Conceição fixou-se primeiramente em países próximos à Polônia. No início do século XX, chegou a ter apenas um membro e foi renovada pelo Bem Aventurado Bispo Jorge Matulaitis, em 1909, e depois começou a expandir-se, chegando aos Estados Unidos.


A missão no Brasil teve início na década de 1960, atendendo a um apelo do Papa São João XXIII, que durante conversas no Concílio Vaticano II pediu aos missionários que viessem aos países sul-americanos onde havia carência de sacerdotes. Na ocasião, o então Superior Provincial, bispo Ceslau Sipovicz, em conversa com um bispo do Brasil, dom José Brandão de Castro, da Diocese de Propriá, no Sergipe, discutiram a possibilidade de abrir a missão em terras brasileiras, afim de resolver a falta de sacerdotes na América do Sul.


Em 1964, cinco marianos vieram ao Brasil, iniciando sua missão no Nordeste. Cinco anos depois, teve início o trabalho dos marianos em Curitiba (PR), com o padre João Szurek (+1978). A primeira ordenação sacerdotal de brasileiro pela Congregação dos Padres Marianos ocorreu em 1985, com o padre Luiz Grudzinski, MIC. Atualmente, são dez as paróquias onde a Congregação atua com o trabalho pastoral e de evangelização, na regiões Sul, Sudeste e Nordeste do Brasil:


- Paróquia São Jorge – Curitiba/PR

- Santuário da Divina Misericórdia – Curitiba/PR

- Paroquia Sagrada Família – Curitiba/PR

- Paróquia Nossa Senhora da Salette – Manoel Ribas/PR

- Paróquia Santo Antônio – Manoel Ribas/PR

- Paróquia Nossa Senhora Aparecida – Turvo/PR

- Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro – Adrianópolis/PR

- Paróquia Nossa Senhora Aparecida – Mongaguá/SP

- Paróquia Imaculada Conceição – Crateús/CE

- Paróquia São Sebastião – Ilha do Governador/RJ


PORTUGAL - Pertence também à Província da Divina Misericórdia do Brasil o Vicariato Santa Maria, em Portugal, onde a congregação atua em três paróquias: Paróquia São Mamede, em São Mamede, Igreja de Santa Maria Mãe da Igreja, em Macedo de Cavalheiros, e Convento de Nossa Senhora de Balsamão, em Chacim.


Os padres marianos atuam de forma evangelizadora, obedecendo ao magistério eclesial e às necessidades vividas, tendo como missão fundamental a propagação do culto à Imaculada Conceição, buscando imitar suas virtudes, a oração e sufrágios pelas almas do purgatório e ajuda em paróquias.


No Brasil, a congregação desenvolve como trabalho apostólico a devoção à Divina Misericórdia. A inspiração vem das revelações de Jesus a uma freira polonesa, Santa Faustina. A congregação tem como fundador Santo Estanislau de Jesus Maria Papczyński, e segue o lema de seu Renovador Bem-Aventurado, bispo Jorge Matulewicz - “Por Cristo e pela Igreja”.






Com informações: Pascom Paróquia São Jorge

Comments


Destaques

Anuncie aqui
bottom of page