Nossa Senhora do Trabalho

1º de maio

Em 1894, na França, Nossa Senhora era venerada como Nossa Senhora dos Campos por alguns, e por outros como Nossa Senhora da Oficina, e passou a se chamar, a partir do congresso de Amiens, de “Notre Dame du Travail” (Nossa Senhora do Trabalho). 

Inspirado por São Luís Guanella, a devoção chegou à Itália, na planície de Nova Olônio no ano de 1900, onde o santo iniciou uma obra fortalecida pela caridade do Senhor, que somente a sua férrea tenacidade podia enfrentar. Com a colaboração de seus primeiros cooperadores, fundou uma colônia agrícola com o objetivo de abrigar aos pobres portadores de deficiência.

São Luís Guanella utilizou a devoção à Nossa Senhora do Trabalho dando mais fé para a vida e mais vida para a fé. Ele nos chama a traduzir nossas ações em gestos concretos da criação de Deus e a nos santificarmos pelo trabalho. O que se sabe é que Pe. Guanella queria que os trabalhadores, quando olhassem para aquela imagem, pudessem sentir-se protegidos por aquela Mãe tão terna e atenciosa.

No Brasil, a devoção a Nossa Senhora do Trabalho chegou por meio dos Irmãos e Padres Servos da Caridade, em 1947, inicialmente em Santa Maria, RS; contudo, é em Porto Alegre, que a devoção ganha concretude por meio da Paróquia Santuário Nossa Senhora do Trabalho.

O dia 1º de maio, quando celebramos o dia do trabalhador, é também o dia de Nossa Senhora do Trabalho, quando a comunidade celebra sua festa, que faz parte do calendário municipal de Porto Alegre.

Que a Virgem Maria, Mãe de Deus, Mãe da Igreja e venerada com o título de Nossa Senhora do Trabalho, interceda e proteja às famílias e a todos os trabalhadores.


Fonte: Santuário de Nossa Senhora do Trabalho

Clique aqui para conhecer outros títulos de Nossa Senhora.

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo