Nossa Senhora Desatadora dos Nós

15 de agosto

Reflexão do quadro de Nossa Senhora Desatadora dos Nós A Santíssima Virgem Maria, Nossa Senhora Desatadora dos Nós, foi pintada de forma extraordinariamente bela, e seu quadro encontra-se na Igreja de S. Peter am Perlach, na cidade de Augsburg, na Alemanha, desde o ano 1700.


O pintor se inspirou na meditação de Santo Irineu sobre o poder da Virgem Maria em desatar os nós de nossas vidas e, a partir daí, surgiu a devoção à Nossa Senhora Desatadora dos Nós, que se perpetua até hoje com grande força e poder.


Santo Irineu, bispo e mártir em Lyon, na França, no ano de 208 afirmou: “Eva, por sua desobediência, atou o nó da desgraça para o gênero humano; ao contrário, Maria, por sua obediência, o desatou”.


Santo Irineu através desta meditação traz à luz da compreensão humana que existem nós em nossa vida, como consequência do pecado original gerado por Eva. À Virgem Maria, graças a Sua obediência e Suas virtudes, foi concedido o poder de desatar estes nós, dificuldades de toda sorte que não conseguimos resolver por nós mesmos.


Contemple este quadro não somente como uma bela pintura a ser vista como outras em um museu. Faça-o muito além dos olhos, com o coração e a ternura da sua alma, porque além de ter sido pintado sob uma inspiração divina, revela, ali, promessas extraordinárias de Deus para você, uma declaração do amor divino ao seu coração, gerando esperança em nossas vidas tão cheias de nós a desatar.


Em cada detalhe você irá descobrir e se deslumbrará como Nossa Senhora Desatadora dos Nós quer desatar os seus nós, trazendo Consigo a corte celeste, Seus Anjos colaboradores, agindo sob a força e o poder do Espírito Santo.

Neste quadro, nos é dada a oportunidade de ler uma carta de amor de uma Mãe para um filho! E este(a) filho(a) é você.


Fonte: Santuário de Nossa Senhora Desatadora dos Nós

Clique aqui para conhecer outros títulos de Nossa Senhora.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Siga nossas redes sociais

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram

“Cristo é simultaneamente o conteúdo e a fonte do que a Igreja comunica ao proclamar o Evangelho”.

 

Aetatis Novae, Instrução Pastoral do Pontifício Conselho Para as Comunicações Sociais.