Nossa Senhora de Copacabana


02 de fevereiro


Este título de Nossa Senhora foi em homenagem a uma cidade da Bolívia chamada Copacabana, capital da província de Manco Capac e um importante porto às margens do famoso lago Titicaca, cujo significado é a união de duas palavras: copa e caguana, no vocábulo indígena bolivianos e significa lugar luminoso, resplandecente. Desde 1538, esse lugar começou a receber a pregação do Evangelho pelos colonizadores espanhóis. O povo inca que ali habitava tinha duas grandes devoções: São Sebastião e Nossa Senhora da Candelária.


História do Título

Havia um descendente direto dos reis incas, Francisco Tito Yupanqui, que já tinha sua fé cristã enraizada e venerava Nossa Senhora. Por isso, queria que houvesse uma imagem de Nossa Senhora no centro do altar-mor da capela de Copacabana. Yupanqui tinha alguma aptidão para a pintura e escultura, e fez uma imagem da Virgem Maria em argila.


A imagem ficou tosca, pobre, bem inferior ao que Yupanqui gostaria que ficasse, mas representava sua fé e seu amor a Maria. O pároco local, Padre Antônio de Almeida, compreendendo a boa fé de Yupanqui, colocou a imagem num altar lateral da capela.


Quando chegou um novo pároco, Dom Antônio Montoro, a imagem foi retirada e colocada em um canto da Sacristia. Sentindo-se humilhado e triste, Francisco Yupanqui se mudou para Potosí, uma cidade que, na época, tinha grandes mestres de esculturas e imagens sacras. Buscando se aprimorar, ele fazia também grandes momentos de oração e jejum, rogando à Virgem que lhe desse a graça de esculpir uma imagem digna de ficar no altar da capela de Copacabana.


A Nova Imagem

Antes de começar a fazer a escultura, Yupanqui pediu que fosse celebrada uma missa em honra da Santíssima Trindade para pedir a bênção de Deus sobre sua obra. Assim, ele começou a esculpir a imagem de Nossa Senhora da Candelária como um ato de fé, como uma grande oração que transformaria toda a sua vida.


Quando terminou sua escultura, Yupanqui voltou para a cidade de Copacabana levando a bela imagem da Virgem da Candelária. Quando os incas o viram chegando com uma bela imagem de Nossa Senhora, saíram ao seu encontro.


Fizeram uma grande procissão espontânea que acompanhou Nossa Senhora até a capela de Copacabana. Por causa da manifestação popular e da beleza da imagem, o pároco a entronizou no altar mor da capela. Começaram a acontecer ali grandes momentos de oração.


Graças e Milagres

Desde que a imagem foi entronizada no altar, a intercessão de Maria começou a derramar graças, atendendo aos clamores daquele povo. Por isso, mesmo sendo uma escultura de Nossa Senhora da Candelária, ela passou a ser chamada carinhosamente de Nossa Senhora de Copacabana.


A partir daí, começam vários relatos de graças e milagres acontecidos pela intercessão de Nossa Senhora de Copacabana.


Mais tarde, no local da capela, foi construído o maior santuário da Bolívia, o Santuário de Nossa Senhora de Copacabana, onde fica a estátua original com um metro de altura. Em 2 de agosto de 1925, Nossa Senhora de Copacabana foi proclamada padroeira da Bolivia.


Nossa Senhora de Copacabana no Brasil

A fama milagrosa da Virgem de Copacabana se espalhou pela América. Por causa disso, comerciantes trouxeram uma cópia da imagem para o Rio de Janeiro. Logo foi construída uma capela dedicada a ela entre a rocha que separa a Praia de Copacabana da Praia de Ipanema.


Em 1746, foi construída no mesmo local uma igreja maior por causa de um ato de agradecimento do Bispo D. Antônio do Desterro. Ele recebeu uma graça especial de Nossa Senhora de Copacabana durante uma terrível tempestade no mar. Daí também a origem do nome da Praia de Copacabana.

Clique aqui para conhecer outros títulos de Nossa Senhora.



4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Siga nossas redes sociais

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram

“Cristo é simultaneamente o conteúdo e a fonte do que a Igreja comunica ao proclamar o Evangelho”.

 

Aetatis Novae, Instrução Pastoral do Pontifício Conselho Para as Comunicações Sociais.