Nossa Senhora da Caridade do Cobre


08 de setembro

Por volta de 1612 ou 1613, alguns camponeses que foram buscar sal encontraram uma imagem da Virgem flutuando nas águas da baía de Nipe, em Cuba. Esses camponeses são conhecidos como "os três Joãos". A imagem trazia uma placa que dizia: “Eu sou a Virgem da Caridade” e foi transferida para a pequena cidade de Barajaguas.

Anos depois, eles a transferiram para a Paróquia do Cobre. Desapareceu de ambos os lugares e voltou a ocupar o mesmo lugar. O povo entendeu que talvez a Virgem quisesse dar a entender com esses desaparecimentos e aparições que ela queria estar em outro local.

Uma menina chamada Apolônia disse que a viu na Montanha do Cobre. O povo, depois de orar, contemplou numa noite um grande resplendor naquele mesmo lugar, com grande preocupação. Ao presumir que a Virgem queria estar naquela montanha, fizeram para ela um pequeno eremitério para onde a transferiram e onde atualmente se encontra o Santuário Nacional de Nossa Senhora da Caridade do Cobre.


O Santo Padre Bento XV a proclamou Padroeira de Cuba a pedido dos Veteranos da Guerra da Independência em 10 de maio de 1916. Desde os primeiros tempos foi homenageada com o título de Nossa Senhora da Caridade, sob cuja proteção os fiéis vão visitá-la em oração.


Em 1977, o Papa Paulo VI elevou o Santuário Nacional de Nossa Senhora da Caridade do Cobre à dignidade de Basílica.


A Virgem da Caridade foi coroada pelo Papa João Paulo II como Rainha e Padroeira de Cuba em 24 de janeiro de 1998, durante a Santa Missa que celebrou durante sua visita apostólica a Santiago de Cuba.


Em 28 de agosto de 2014, o Papa Francisco presidiu um encontro de oração, para colocar uma cópia de Nossa Senhora da Caridade do Cobre nos jardins do Vaticano.

Fonte: Web Católico de Javier

Clique aqui para conhecer outros títulos de Nossa Senhora.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo