Franciscanos: Ordem dos Frades Menores

Atualizado: Abr 3


Velas feitas pelos frades do Convento São Boaventura de Rondinha, em Campo Largo-PR. Foto: Joka Madruga


Após a conversão, pouco a pouco, ao redor de Francisco se forma um grupo disposto a viver toda essa experiência de comunhão com o mistério de Deus que se lhe revelava. Jovens de Assis, na Itália, vão pelo mundo afora como andarilhos, mas vivendo a experiência de fraternidade. Tudo e todos passam a ser sentidos como irmãos e irmãs, pois o frade não é mais senhor de nada e de ninguém.

“Essa pobreza de itinerantes e mendigos será vivida pelos frades em estreita comunhão com Cristo que não tinha uma pedra onde reclinar a cabeça e que vivia também da generosidade dos que lhe davam hospedagem…” (Leclerc).

Detalhes das chagas de São Francisco de Assis, de uma imagem na Igreja Senhor Bom Jesus dos Perdões, em Curitiba-PR. Foto: Joka Madruga

A Ordem Franciscana foi criada como uma Ordem de Irmãos, que assumiam a missão de viver e pregar o Evangelho. Não era uma Ordem Clerical (Ordem composta por sacerdotes), como outras que já existiam. O próprio Francisco não quis ser sacerdote e os primeiros frades também não tinham esse objetivo.

Desde o início, porém, como mostra a história de Frei Silvestre, houve o ingresso de alguns sacerdotes já formados, que desejavam ser franciscanos. Algum tempo depois, sobretudo quando Santo Antônio, professor de Teologia, ingressou na Ordem, passou a ensinar Teologia aos frades e alguns deles passaram a se ordenar sacerdotes.

Mais tarde, devido principalmente às necessidades da Igreja, a maioria dos frades passou a se ordenar. Mas até hoje, dentro da ordem Franciscana, convivem como irmãos, em igualdade de condições, frades sacerdotes e não sacerdotes (estes chamados outrora de irmãos leigos, por não serem sacerdotes), cada um exercendo a sua função.


Frei Alexandre Magno Cordeiro da Silva, OFM, pároco da Igreja Senhor Bom Jesus dos Perdões, em Curitiba-PR. Foto: Joka Madruga

Esse é, sem dúvidas, um dos aspectos mais belos da Ordem criada por São Francisco. Mais tarde, a Ordem se dividiu em três ramos: Ordem dos Frades Menores (OFM), Capuchinhos (OFMCap) e Conventuais (OFMConv).

Os termos “franciscanismo” e “franciscano” não reclamam profundos conhecimentos das evoluções linguísticas para revelarem sua origem.

Atrás deles, esconde-se o nome FRANCISCO, que no caso vem especificado com o topônimo de ASSIS.


Clique aqui para saber mais sobre a Ordem dos Frades Menores.


São Francisco de Assis, Nossa Senhora e Santa Clara num mural da Igreja Senhor Bom Jesus dos Perdões, em Curitiba-PR. Foto: Joka Madruga


Imagem de São Francisco de Assis no pátio da Igreja Senhor Bom Jesus dos Perdões, em Curitiba-PR. Foto: Joka Madruga


Gostou das fotos? Que tal promover um curso de fotografia em sua paróquia? Clique aqui.

Fonte: Site Franciscanos


Clique aqui para conhecer outras congregações e ordens religiosas.

Siga-nos no Instagram: @fraterno72

58 visualizações0 comentário