Congregação dos Sagrados Corações de Jesus e de Maria

Atualizado: 31 de Out de 2020



A Congregação dos Sagrados Corações de Jesus e de Maria e da Adoração Perpétua do Santíssimo Sacramento do Altar começou durante a Revolução Francesa, uma época em que a prática da religião era proibida e ocorria com grande risco pessoal. Em maio de 1792, o padre francês Pierre Coudrin, secretamente ordenado ao sacerdócio, escondeu-se por seis meses em um sótão do celeiro de Motte d'Usseau. Certa noite, ele teve a visão de ser cercado por um grupo celestial de missionários iluminados, vestidos com túnicas brancas. Tornou-se sua vocação estabelecer um instituto religioso que seria a Congregação dos Sagrados Corações de Jesus e Maria. Com o voto de “tudo sofrer, de me entregar a Deus, de morrer, se necessário, a seu serviço”. Pe. Coudrin deixou o celeiro e começou seu ministério clandestino em Poitiers, esperando o momento certo para iniciar seu grupo. Em 1794, ele conheceu Henriette Aymer de Chevalerie, que havia sido presa com sua mãe por esconder padres. Enquanto estava na prisão, ela experimentou uma conversão chamando-a para servir a Deus. Juntos, o “Bom Pai” e a “Boa Mãe” vislumbraram uma Comunidade de homens e mulheres que iriam a todos os lugares e espalhariam a mensagem do amor incondicional de Deus, manifestada nos Corações de Jesus e Maria. À meia-noite da véspera de Natal de 1800, sabendo que poderiam enfrentar a guilhotina por suas ações, Pierre Coudrin e Henriette Aymer de Chevalerie professaram seus votos de castidade, pobreza e obediência e estabeleceram oficialmente a Congregação dos Sagrados Corações de Jesus e Maria. Em 1827, a jovem congregação religiosa iniciou uma nova missão, enviando equipes de missionários para se estabelecerem em várias ilhas do Oceano Pacífico para divulgar o Evangelho, construir igrejas e evangelizar novos fiéis. Em nenhum lugar das Ilhas do Pacífico a presença da Congregação dos Sagrados Corações de Jesus e Maria inspirou mais seu povo do que no Reino do Havaí. Eles estabeleceram o que hoje é a Diocese de Honolulu e construíram a Catedral de Nossa Senhora da Paz, a mais antiga catedral católica romana em uso contínuo nos Estados Unidos. De 1833 a 1940, os primeiros seis bispos do Havaí foram todos membros da Congregação dos Sagrados Corações de Jesus e Maria. Outras igrejas fundadas pela comunidade incluem a Igreja Católica de São José em Hilo e Maria Lanakila em Maui. O Bispo William Stang, primeiro Bispo da Diocese de Fall River na Costa Leste dos Estados Unidos, em Massachusetts, havia estudado na Universidade Católica de Louvain. Enquanto estava lá, ele conheceu membros da Congregação dos Sagrados Corações. Após sua posse como bispo, ele se deparou com a escassez de padres e uma diocese multilíngue. Lembrando-se de seus conhecidos de Louvain, ele convidou a Congregação a vir para a Diocese de Fall River para ajudar a ministrar a essas comunidades e estabelecer paróquias. A Congregação respondeu ao seu pedido enviando os três primeiros sacerdotes em 1905.


:: Discurso do Papa São João Paulo II para a congregação.


Clique aqui para saber mais da congregação.



8 visualizações0 comentário

Siga nossas redes sociais

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram

“Cristo é simultaneamente o conteúdo e a fonte do que a Igreja comunica ao proclamar o Evangelho”.

 

Aetatis Novae, Instrução Pastoral do Pontifício Conselho Para as Comunicações Sociais.