top of page

Fundação ACN lança relatório nesta sexta-feira


Divulgação/ACN


A Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (ACN) lançará nesta sexta-feira (23) no Brasil a edição 2023 do seu Relatório sobre a Liberdade Religiosa no mundo. O reconhecido trabalho da fundação consolida um amplo e impactante levantamento sobre a situação da liberdade religiosa em 196 países, registrando cenários que vão de casos isolados e atos de discriminação até a perseguição sistemática.


O detalhado estudo é publicado a cada dois anos e constitui o único relatório não governamental que abrange todos os países para traçar um panorama mundial sobre o estado da liberdade de religião. Mesmo sendo elaborado por uma fundação católica, o relatório não faz distinção entre religiões. O lançamento será às 10h no auditório das Paulinas, em São Paulo, com a presença do cardeal Odilo Pedro Scherer, arcebispo metropolitano de São Paulo, e de dom Luiz Fernando Lisboa, bispo de Cachoeiro de Itapemirim (ES).


Na ocasião, dom Luiz Lisboa relatará a sua experiência na diocese de Pemba, em Moçambique, alvo de brutais ataques de fanáticos vinculados ao grupo terrorista Estado Islâmico. Também participarão do evento lideranças de outras religiões, como o xeique Mohamad Al Bukai, representando o islã; a yalorixá Mãe Carmem, do candomblé; e o pastor Marcos Ebeling, luterano. Ana Manente, presidente da ACN Brasil, falará sobre o trabalho da fundação e as principais conclusões do novo Relatório sobre a Liberdade Religiosa.


Diversos países também terão eventos de apresentação da edição 2023 do relatório. Na Embaixada da Itália junto à Santa Sé, além do próprio embaixador italiano Francesco Di Nitto, estarão presentes o cardeal Mauro Piacenza, presidente da ACN Internacional, e Antonio Tajani, ministro italiano das Relações Exteriores. Giorgia Meloni, primeira-ministra da Itália, participará mediante mensagem em vídeo. A ACN realizará eventos locais em países como Portugal, Alemanha, França, Espanha, Chile e Coreia do Sul.


Com informações: pt.aleteia.org

Comments


Destaques

Anuncie aqui
bottom of page